O PTI

Apresentação

Na área da Educação, o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) oferece um ambiente inovador, que agrega, no mesmo espaço, diferentes formas de ensino. É neste ambiente que acadêmicos e professores têm à disposição toda a estrutura necessária para a formação e capacitação, como salas de aulas e laboratórios de ensino e pesquisa. Para isso, o Parque articula a formação de profissionais nos níveis técnico, superior e complementar.

 

Ao promover este espaço, o PTI visa criar oportunidades de capacitação para, assim, atingir excelência na qualidade de ensino nas suas áreas de atuação: água, energia e turismo. A integração entre instituições de ensino, de pesquisa e empresas instaladas no Parque é um dos diferenciais do PTI, pois permite a sinergia do conhecimento e impulsiona o processo de inovação. Aqui, os estudantes têm a oportunidade de aprimorar o seu conhecimento, por meio do incentivo à pesquisa, da vivência profissional e das práticas de empreendedorismo.

 

Na sua rede de relacionamentos, o Parque conta com a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), a Universidade Aberta do Brasil (UAB) e a Universidade Federal da Integração Latino-americana (Unila). Além disso, são desenvolvidos projetos educacionais em todos os níveis, como a Estação Ciências, Trilha Jovem, Núcleo de Tecnologia Municipal, Núcleo Regional de Educação e cursos de formação profissional.

 

Na escolha de cursos, são levados em consideração aspectos que medem quantitativamente a oportunidade de ensino formal (técnico e superior) e profissional na área de atuação do Parque. Em relação à atuação territorial, o programa busca demonstrar de que forma o PTI tem desenvolvido suas ações na área de atuação. Isto se constata por meio da verificação de projetos, parcerias, convênios, apoios e infraestrutura disponibilizada e outros meios.

 

O programa Educação também busca acompanhar a inserção no mercado de trabalho, levando em conta a efetiva atuação profissional na área de formação. O esforço do Parque Tecnológico Itaipu consiste em construir redes e incentivar a participação de parceiros nos diversos projetos e, consequentemente, fortalecer a sustentabilidade do PTI pela sua fixação na região, envolvimento e aporte financeiro/econômico.

 

Para equalizar suas ações, o programa busca desenvolver o maior número de pesquisas, que são baseadas em sistemas como Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), que avalia todos os aspectos da educação que envolvem o ensino, a pesquisa, a extensão, a responsabilidade social, o desempenho dos alunos, a gestão da instituição, o corpo docente, as instalações, entre outros aspectos.

 

Estas ações são realizadas com o objetivo de estabelecer paralelos entre o que o mercado procura e as reais necessidades para assim garantir o melhor desempenho das ações do Parque, junto a seus principais objetivos.

 

Total de alunos das instituições instaladas no PTI: 3.178

Capacitações para jovens: 120 alunos;

Técnicos: 50;

Graduação: 2.324;

Pós-graduação: 724 alunos;

Mestrado: 25 alunos;

Doutorado: 39 alunos.