Apresentação

A Fundação PTI fomenta a cultura empreendedora e a cultura de inovação tecnológica para transferência a micro, pequenas e médias empresas. Por isso, apoia a criação e a consolidação de empresas baseadas em produtos, processos e serviços inovadores, impulsionando a geração de emprego e renda na região.

 

Etapas do desenvolvimento de um negócio:

- Pré-incubadora;

- Incubadora Empresarial;

- Condomínio Empresarial.

 

Para a consolidação dos empreendimentos, os empresários recebem apoio no desenvolvimento de competências gerenciais, além da estruturação e manutenção de uma rede de parceiros estratégicos. O PTI também disponibiliza uma série de benefícios, como cursos de capacitação em gestão empresarial.

 

Dados ligados ao desenvolvimento de negócios ligados às modalidades de pré-incubação, incubação e condomínio empresarial:

 

Postos de trabalho gerados – 138;
Faturamento total - R$ 4,7 milhões;
Faturamento por empresa - R$ 292 mil.

 

UTFInova

 

Em 2012, a Fundação PTI e a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) firmaram um termo de cooperação para a realização do programa UTFInova no PTI. A iniciativa, custeada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ), capacitou 30 microempresários em temas relacionados à Gestão da Inovação.

 

 

Edital do Sebrae/Anprotec

 

Em 2012, a Incubadora Empresarial Santos Dumont foi uma das vencedoras do edital para a aplicação do conceituado modelo Cerne (Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos), que visa aumentar o nível de maturidade nos processos de gestão das incubadoras, beneficiando também os novos empresários.

 

O edital foi lançado pelo Sebrae em conjunto com Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) e selecionou 40 incubadoras de todo o Brasil. O recurso total investido foi de R$ 400 mil, sendo que a maior parte foi proveniente do edital (R$ 300 mil) e o restante aportado pela própria Fundação PTI, que também foi responsável por apoiar a implantação do modelo na incubadora da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), considerada de menor porte.

 

 

Catálogo “PAPPE – 50 Ideias de Inovação do Paraná”

 

Entre os 50 projetos selecionados pelo Programa de Apoio à Pesquisa na Pequena Empresa (PAPPE) para integrar o catálogo “PAPPE – 50 Ideias de Inovação do Paraná”, cinco foram desenvolvidos no Parque Tecnológico Itaipu (PTI). O catálogo foi elaborado por meio de uma parceria entre a Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) e o Sebrae.

 

A publicação destacou cases de sucesso do programa Pappe Subvenção. Ao todo, o recurso recebido pelas empresas Eits, Illumëo, Neoautus, Prognus e Simplex, todas instaladas no PTI, somou mais de R$1 milhão, utilizados na transformação de boas ideias em produtos e serviços de inovadores.

 


NAGI – Núcleos de Apoio à Gestão da Inovação

 

Em 2012, iniciou-se o programa NAGI - Núcleo de Apoio à Gestão de Inovação, articulado no Paraná pela FIEP – Federação das Indústrias do Estado do Paraná e promovido com apoio da CNI – Confederação Nacional da Indústria – e o SEBRAE Nacional.

 

O programa possui núcleos de atendimento empresarial espalhados pelo Paraná. Em Foz do Iguaçu, coordenados pelo Empreendedorismo, dois consultores iniciaram os trabalhos de sensibilização, capacitação e consultoria de apoio à gestão da inovação para empresas selecionadas pelo núcleo. Essa etapa do programa vai até agosto de 2013.
 

 

Graduação de Empresas

A Incubadora Empresarial Santos Dumont promoveu, em dezembro de 2012, a primeira graduação de empresas incubadas. Das 20 empresas que integravam o Programa  de  Empreendedorismo da Fundação PTI, sete foram graduadas: a B3 Informática e a Eits, no segmento da Tecnologia da Informação; a Educare, a Ambiental Oeste e a Nativa, na área do meio ambiente; e a Esco Iguassu e a Simplex, de energia.

As empresas passaram por um longo caminho de amadurecimento até chegarem ao título de graduadas. Durante o processo de incubação, que variou entre três e cinco anos, elas concluíram as fases de implantação, crescimento e consolidação. Nesse período, receberam apoio para capacitação dos gestores, consultorias para o desenvolvimento do negócio e captação de recursos.