Startup no incubada no PTI-BR participa de finais do Reality Show de inovação e empreendedorismo da RPC

A startup Acqua Fish, de Marechal Cândido Rondon (PR), que tem como sócios idealizadores, Samuel Behling e Regis Manzke, participa nesta quinta-feira (07) das finais do reality show Rocket da RPC.

As finais podem ser acompanhadas pelo site da Globo pelo link http://especiais.rocketstartup.rpc.gshow.globo.com à partir das 10h30, quando a Acqua Fish irá apresentar o seu pitch (apresentação para vender uma ideia), projeto ou negócio para o jurados, e caso seja selecionada, precisará passar uma votação do público que acontece na sequência.

O projeto Acqua Fish tem como finalidade a inserção de tecnologia na área de piscicultura, permitindo que os produtores de peixes possam tenham acesso a dados e informações em tempo real de tudo que acontece dentro dos tanques de peixes.

“Convidamos todos para assistirem e principalmente, para votarem na Acqua Fish e ajudarem a trazer esse título para o oeste do Paraná, lembrando que a votação acontecerá durante 10 minutos ao final das apresentações de todos os concorrentes”, reforçou Samuel Behling.

Diretorias brasileira e paraguaia de Itaipu e PTI reúnem-se para abertura da Sipat 2021

No pé da montanha, antes de começar a escalada, a pessoa tem duas opções: reclamar das dificuldades que terá para chegar lá em cima ou começar logo a subida e ir vencendo a altura aos poucos. O esportista Ranimiro Lotufo tem como lição de vida sempre escolher a segunda opção. Ele ministrou a palestra magna “Motivação e superação”, na abertura da Semana Interna de Prevenção aos Acidentes de Trabalho (Sipat), na manhã desta terça-feira (5).

Promovida pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa), a Sipat acontece de 4 a 8 de outubro com nove palestras e três oficinas tratando do tema “Mente Saudável e Trabalho Seguro em Tempos de Pandemia”. O evento é totalmente on-line e transmitidas via Webex. Todos(as) os(as) colegas da Itaipu e do PTI estão convidados a participar. Confira a programação.

A cerimônia de abertura contou com a presença da diretoria brasileira, que se reuniu no Centro Executivo, em Foz do Iguaçu, e da diretoria paraguaia, que acompanhou o evento de Assunção (PY). Os diretores-superintendentes do PTI, margens esquerda e direita, além do presidente e da vice-presidente da Cipa também participaram da cerimônia. O evento foi acompanhado por quase 400 pessoas on-line.

A Sipat é uma oportunidade de refletir sobre a saúde dos empregados, nesses tempos difíceis pelos quais estamos passando.

“Somos líderes em muitas áreas e mantemos isso porque nos preocupamos com a saúde dos empregados”, disse o diretor financeiro, Fabián Dominguez, que representou o diretor-geral paraguaio, Manuel María Cáceres. “Convido a todos que participem das palestras, na certeza de que será uma semana muito rica e que trará ainda mais segurança às nossas atividades na Itaipu”, contribuiu o diretor-geral brasileiro, general João Francisco Ferreira.

“Há um ano estávamos aqui diante de um cenário indefinido. De lá pra cá, com o avanço da vacinação, temos um horizonte mais tangível”, comentou o diretor-superintendente do PTI, general Eduardo Garrido. “Porém, ainda devemos manter todos os cuidados, principalmente, com nossa saúde mental. Por isso, devemos aproveitar a Sipat da melhor forma possível para buscar o autoconhecimento.”

Ao final da cerimônia, os diretores receberam o informativo sobre saúde mental produzido pela Comunicação Social da Itaipu Binacional.

A programação vai mostrar como a pandemia da covid-19 afeta a saúde mental das pessoas. E 2020, por exemplo, uma pesquisa da Universidade do Estado do Rio de Janeiro observou o aumento de 80% dos casos de ansiedade e 50% dos casos de depressão no Brasil.

“Essa situação de estresse nos afeta, mas temos que seguir em frente. Espero que a semana traga conhecimentos para melhorar a saúde mental e a saúde de todos os trabalhadores”, afirmou o presidente da Cipa, Carlos Alberto Centurión Valdez.

Motivação e superação

Em 1995, quando participava de uma competição de parapente, o ex-modelo e esportista Ranimiro Lotufo chocou-se com fios de alta tensão quando tentava pousar. No acidente, ele perdeu a perna direita e, por um ano e meio, a vontade de viver. “Eu dizia, antes do acidente, ‘se eu perder um membro, prefiro morrer’”, contou. Ele precisou superar o preconceito de ser uma pessoa com deficiência, para voltar às atividades.

 

Ranimiro contou como superou o acidente e seguiu a vida

E foi com apenas uma perna que ele venceu, por exemplo, os 860 km do Caminho de Santiago de Compostela (Espanha), carregando 25 kg na garupa da bicicleta. “Se eu consigo fazer um quilômetro por dia, então consigo completar o percurso, só vai demorar mais tempo. Todos vocês também podem fazer isso”, afirmou.

Para o esportista, o segredo é não olhar para as coisas negativas, mas focar nas positivas. “Se está um dia chuvoso, que bom, vai limpar o ar. Se está sol, ótimo, vamos aproveitar. O importante é focar nas coisas boas, e tem muita coisa boa em nossa volta”, disse. “Se focar no problema, a gente não consegue andar, não sai da inércia”.

E diante da montanha, olhando para o alto e sabendo da dificuldade que terá para chegar lá em cima, ele recomenda: “o segredo é olhar pra frente e ir resolvendo os problemas aos poucos”, resumiu o palestrante.

Com informações da Comunicação Social da Itaipu Binacional

Sanepar Startups investe R$ 1,5 milhão em projetos inovadores para saneamento

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a Financiadora de Projetos e Estudos (Finep) – vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), a Fundação Parque Tecnológico Itaipu Brasil (PTI-BR), o Governo do Estado do Paraná e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná (Sebrae/PR) lançaram nesta quarta-feira, 05, o Programa de Inovação Aberta em Saneamento Ambiental (Sanepar Startups).

O Programa tem como objetivo promover e selecionar soluções inovadoras e sustentáveis para os desafios do setor de água e saneamento ambiental. Cada empresa poderá solicitar recursos financeiros de, no mínimo, R$ 100 mil e, no máximo, R$ 150 mil, para testes e homologação das soluções. Na primeira etapa, serão destinados ao todo R$ 750 mil, sendo selecionadas até cinco soluções inovadoras.

O diretor presidente da Sanepar, Claudio Stábile, destacou que o Paraná é um dos estados brasileiros com melhor infraestrutura de saneamento, mas é necessário melhorar ainda mais. “Temos o desafio do novo marco legal que busca a universalização da água potável e esgoto sanitário. No Paraná já universalizamos a água potável e temos 78% de coleta e tratamento do esgoto (a nova lei determina no mínimo 90%). O desafio está principalmente em pequenos municípios. Daí a importância de parcerias como essas, buscando novas soluções, mais baratas, acessíveis, sustentáveis e inovadoras”, afirmou Stábile.

 

Paraná na vanguarda

Para o general Eduardo Garrido, diretor superintendente do PTI-BR, o programa coloca o Paraná na vanguarda do desenvolvimento socioeconômico do País. “Estamos há cerca de 1 ano trabalhando no planejamento desse programa de inovação aberta para o setor ambiental. Temos o foco em desenvolver esse segmento que é primordial à qualidade de vida. Para isso, chegamos a 12 desafios, agrupados em quatro temas: otimização de processos produtivos, infraestrutura resiliente e sustentável, recurso hídricos e clima e melhoria na relação com o cliente. Nós do PTI, temos estimulado as iniciativas em inovação aberta e temos a certeza que estamos cumprindo a nossa missão de tornar o Paraná um estado cada vez melhor”, disse o general Garrido.

Para o diretor de inovação do Finep, Otavio Augusto Burgardt, é muito importante estimular novas startups no desenvolvimento de novas soluções inovadoras. “Estamos felizes de participar dessa parceria. O programa que estamos lançando hoje é um chamamento às startups para planejarem propostas que visam solucionar problemas reais, produtos, processos ou modelos de negócios”, comentou.

 

Efeitos climáticos

A especialista Líder em Inovação do BID, Vanderleia Radaelli, lembrou que o impacto positivo do saneamento não é apenas na qualidade vida de quem usufrui da infraestrutura, mas em todo o Planeta, a partir dos seus efeitos climáticos.

“O BID busca investir nas Américas para o seu desenvolvimento social. E para isso trabalha em fortalecer as startups e ecossistemas de inovação, não apenas com aportes financeiros, mas também ajudando no seu crescimento, formação e capacitação. O setor de saneamento tem enorme potencial porque ele se vincula às necessidades do cidadão. E por fim, contribui fortemente para as mudanças climáticas”, disse Radaelli.

 

Inovação aberta

O diretor de Operações do Sebrae/PR, Julio Agostini, reforçou a importância da inovação na busca por soluções. “Queremos utilizar o potencial das startups, principalmente, com suas ideias disruptivas, para gerar produtos e negócios inovadores que irão impactar na vida das pessoas. O Sebrae Paraná realiza um trabalho intenso nessa área, tendo como objetivo o incentivo para que empresas criem soluções que possam transformar o ecossistema local, contribuindo de forma econômica e sustentável”, avaliou Agostini.

E, por fim, o vice-governador Darci Piana elogiou todos os envolvidos na iniciativa que contribui para que o Paraná se torne cada vez mais moderno.

“Parabenizo todos os envolvidos nessa iniciativa. O governo do Paraná está comprometido com a inovação aberta. Temos certeza que esse programa será um sucesso, pois são excelentes parceiros apoiando. Essa iniciativa é fundamental, pois muitas startups esperam oportunidades como essas para crescer e mostrar o seu potencial”, finalizou o vice-governador

 

Inscrições

Podem participar do Programa empresas com projetos capazes de oferecer solução exequível, viável econômica e tecnologicamente para um dos quatro temas do edital: Otimização de Processos Produtivos; Infraestrutura Resiliente e Sustentável; Recursos Hídricos e Clima; e Melhoria na relação com o cliente.

Para inscrições no Programa de Inovação Aberta em Saneamento Ambiental e mais informações, acesse o site: saneparstartups.com.br

O prazo de inscrições se encerra no dia 22 de novembro de 2021.