General João Francisco Ferreira, diretor geral brasileiro da Itaipu Binacional, visita Expedição do Conhecimento no PTI-BR 

Diretor da binacional conheceu a iniciativa que está percorrendo os municípios do oeste do Paraná levando ciência e educação ambiental para toda a população e a planta de hidrogênio do Centro de Energias Renováveis.  

O diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, general João Francisco Ferreira, esteve na manhã desta sexta-feira (22), no Parque Tecnológico Itaipu – Brasil, para visitar a Expedição do Conhecimento, uma iniciativa desenvolvida em parceria entre as instituições voltadas para a ciência e a educação ambiental de crianças e adultos, de forma lúdica e gratuita.  

Acompanhado do diretor superintendente do PTI-BR, general Eduardo Garrido, diretor administrativo-financeiro, Flaviano Masnik, diretor técnico, Rafael Deitos e o diretor de negócios e inovação, Rodrigo Regis, o diretor-geral brasileiro conheceu as atividades interativas do caminhão, que são voltadas para os temas: água, energia e sustentabilidade.  

A atividade apresenta, por meio de jogos interativos, informações que vão desde a importância do sol, do sistema planetário até a energia das células humanas. Biomas, rios voadores e os ciclos da água também compõem as temáticas das atividades. Na parte externa do caminhão, o visitante também tem a oportunidade de conhecer como funcionam os ambientes sustentáveis, aprendendo como é possível gerar energia limpa e iluminar uma cidade.  

Expedição Itinerante  

O caminhão-baú, com quase 15 metros de extensão e planejado com acessibilidade (elevador e piso tátil) visando a inclusão, voltou recentemente a percorrer os municípios do Oeste do Paraná com roteiro para o público escolar durante o dia e, à noite, aberto a toda a comunidade.  

Lançado oficialmente no Show Rural Coopavel, em Cascavel, em fevereiro de 2020, a expedição nos municípios foi adiada em função da pandemia do coronavírus e permaneceu durante esse tempo exposto para visitação no Ecomuseu.  

Nesta semana, integrando as atividades alusivas a Semana da Inovação realizadas internamente no Parque Tecnológico, a expedição também esteve disponível para visitação para os colaboradores. 

No “caminho certo” 

Além da expedição do conhecimento, o diretor-geral da Itaipu, também visitou a planta de hidrogênio do Centro de Competência de Energias Renováveis e conheceu as iniciativas na área com o objetivo de contribuir com o desenvolvimento tecnológico e de mercado para a transição energética, com soluções inovadoras e sustentáveis.

Ao final da visita, o diretor-geral, general João Francisco Ferreira, avaliou os projetos como positivos e alinhados aos objetivos da binacional. “O Parque Tecnológico Itaipu está trabalhando em uma série de ações estratégicas para potencializar e expandir o seu ecossistema de inovação”, destacou. “Estamos no caminho certo, contribuindo para o desenvolvimento de novas tecnologias, da cultura da inovação e do progresso social, humano e econômico”. 

Em alusão ao Dia Nacional da Inovação, PTI-BR celebra ações desenvolvidas dentro e fora da instituição 

Incentivando a cultura da inovação, o Parque Tecnológico Itaipu atua com o seu ecossistema e a sociedade em geral de forma ativa, abordando sobre a importância de inovar e quais resultados esse processo traz.  

 

No dia 19 de outubro, comemorou-se o Dia Nacional da Inovação, data anualmente celebrada com a finalidade de incentivar a inovação e o crescimento tecnológico, científico e intelectual em todos os campos de atuação profissional e também na vida pessoal. E, por sua vez, o Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) não poderia deixar de comemorar esta data de forma ativa.  

Um ambiente que investe em suas ideias, incentiva de diferentes formas para que ela saia do papel, te ensina como fazer isso e ainda dá suporte para que você possa alçar voos mais altos: este é o papel do PTI Brasil, que tem a inovação como carro-chefe dentro de suas ações.  

Engajando seus colaboradores, a instituição promoveu nesta terça-feira, 19, uma live interativa e descontraída, com game onde todos puderam interagir e conversar virtualmente, respondendo a perguntas sobre a temática criatividade e inovação, e garantir prêmios. Ainda focando em ações que conectam empreendedorismo e transformação digital, nesta sexta-feira, 22, aconteceu a Exposição da Inovação, feira aberta onde todos os habitantes do Parque puderam conferir uma demonstração do Sistema de Compartilhamento de Veículos Elétricos (MoVE), além de poderem dar uma “voltinha” nos carros; também foi possível conferir algumas soluções tecnológicas e produtos desenvolvidos pelos centros de competência do PTI, além de uma apresentação exclusiva de algumas empresas da Incubadora Santos Dumont.  

E as novidades não pararam por aí! Os colaboradores foram convidados para um tour especial ao redor do bairro Itaipu A, o primeiro e maior bairro Sandbox do Brasil, para conhecer in loco das tecnologias desenvolvidas e instaladas pelo PTI, para o Programa Vila A Inteligente. Para o profissional de tecnologia da informação e comunicação, Eduardo Falcão, “foi uma experiência muito legal poder visitar as tecnologias, às vezes estamos aqui trabalhando e não sabemos o que as outras áreas estão desenvolvendo. É muito bom o que nosso local de trabalho está promovendo em benefício da sociedade”. O colaborador mencionou que sua tecnologia preferida é, sem dúvidas, o semáforo inteligente.  

Disseminando inovação pelo Paraná 

Ainda em celebração, no início de outubro, o Parque Tecnológico também participou da 3ª Semana da Inovação do Paraná, uma iniciativa que busca engajar o ecossistema de tecnologia paranaense, realizada entre 4 a 8 de outubro. O evento foi realizado pelo Governo do Estado do Paraná, com a coordenação da Superintendência Geral de Inovação (SGI) e apoio da Celepar, com o objetivo de promover o ecossistema de inovação do estado, por meio de networking e entretenimento online, totalmente gratuito e aberto à comunidade. 

“Nossa sociedade está cada vez mais tecnológica. Precisamos não só da inovação para tecnologias, mas do incentivo para o ato de inovar”, comenta o diretor de negócios e inovação do PTI Brasil, Rodrigo Regis. “Isso se conecta a uma ideia de formação mais empreendedora que possa estimular àquele que confia no PTI, a ter a perspectiva de que ele possa gerar riquezas, oportunidades e ajudar o desenvolvimento da região, do estado e do país”.  

Sempre próximo do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação, em âmbito nacional; da Superintendência Geral de Inovação, no estado Paraná; e da Secretaria de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, em Foz do Iguaçu, o Parque Tecnológico movimenta as estruturas da região, ampliando o desenvolvimento. “Estamos em um dos estados mais inovadores do Brasil”, comenta o diretor superintendente do PTI, general Eduardo Garrido. “Nosso diferencial é a união de entidades, todo esse ambiente de cooperação criado pela tríplice hélice”. De acordo com o general, um ecossistema se consolida e fortalece da inovação. “O processo de inovar precisa de incentivo, e nós temos trabalhado para impulsioná-la”, ressalta.


 

Inovação no Agro 

A Huawei Brasil, o Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) e a Cooperativa Agroindustrial de Cascavel (Coopavel) assinaram em 1º de julho um Protocolo de Intenções para desenvolver uma importante parceria que vai conectar o agronegócio brasileiro à tecnologia das modernas redes 5G, mais eficientes, velozes e seguras na transmissão de dados. Entre as ações previstas, a partir da parceria entre as instituições, está a instalação de uma moderna antena de transmissão 5G na área do Show Rural Coopavel, que garantirá suporte tecnológico para a testagem e validação de novos produtos e serviços por parte das empresas âncoras, startups e academia. 
 

Inovação 4.0 

Parcerias que trazem benefício à sociedade em geral. Em setembro, foi inaugurado oficialmente o laboratório de Internet das coisas — Internet of Things (IoT) —, custeado com recursos de convênio entre Itaipu Binacional, Parque Tecnológico Itaipu Brasil e Instituto Federal do Paraná. Para viabilizar a prática das disciplinas técnicas, estruturou-se o Laboratório de Internet das Coisas. A parceria permitiu a aquisição de equipamentos, ferramentas tecnológicas, mobiliário, entre outros recursos materiais.  

Inovação que gera negócios 

O Parque Tecnológico Itaipu – Brasil (PTI-BR) apresentou o seu potencial nas áreas de tecnologia, inovação e negócios na maior feira de exposições do mundo, a Expo Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. O objetivo principal do PTI-BR na Expo Dubai foi fazer networking, expor a marca e posicionar o Parque como referência em inovação, tecnologia e negócios, no estado do Paraná e no Brasil. Desse modo, a ideia é ser cada vez mais protagonista e receptor de oportunidades nas rodadas de negócios, encontros técnicos e exposições, nas suas temáticas de expertises: Energias Renováveis, Agronegócio, Turismo e Cidades Inteligentes. 

Programa de Inovação Corporativa 

Com o objetivo de implementar a cultura da inovação na instituição, foi dado um novo olhar ao planejamento estratégico do PTI-BR. Assim surgiu o Programa de Inovação Corporativa, iniciativa que visa implementar a cultura da inovação na instituição. O Programa também trabalha para despertar nos colaboradores a curiosidade, a inquietude e o pensamento criativo para resolver, com inovação, os problemas do dia a dia do trabalho.  

Em conjunto com os colaboradores, foi definido o nome InovaParque para o Programa e, em, seguida lançado o Desafio InovaParque, com o objetivo de estimular a integração entre as áreas e o surgimento de ideias criativas, que contribuam para um ambiente favorável à experimentação e ao aprendizado. Desta forma, poderemos ter mais engajamento, mudança de comportamento, aumento da produtividade e reconhecimento por meio da meritocracia. O Desafio possui duas categorias: 1) Boas práticas implementadas (melhorias que geraram resultados nos últimos 12 meses); e 2) Ideias Inovadoras (algo novo com viabilidade de implementação no próximo ano) e serão premiadas as 3 melhores ideias de cada categoria, considerando as Ideias Inovadoras com capacidade de implementação em 2022. Foram 60 ideias submetidas e mais de 100 colaboradores do PTI-BR envolvidos.  

Paralelamente acontece a Jornada do Conhecimento em Inovação, envolvendo colaboradores e líderes de todas as áreas, com foco no nivelamento do conhecimento em inovação na instituição, com oficinas práticas sobre o processo de geração de ideias. O principal objetivo da capacitação é treinar os colaboradores para que este processo seja parte das ações diárias desenvolvidas na Fundação. Além disso, colaboradores têm participado de capacitações e projetos que estimulem iniciativas inovadoras. 

 

Se você contar sua ideia para 10 pessoas e 9 delas disserem que você está maluco, provavelmente você está fazendo algo inovador” – Nolans Bushnell. 

 

Foz do Iguaçu recebe Fórum de Cidades Digitais e Inteligentes

Foz do Iguaçu vai receber no próximo dia 19 de novembro a primeira edição do Fórum de Cidades Digitais e Inteligentes na modalidade presencial, após quase dois anos da pandemia da covid-19. O encontro da Rede Cidade Digital (RDC) será no Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e está com inscrições abertas no http://sympla.com.br/rcd.

O fórum, direcionado às cidades do Oeste paranaense, busca facilitar a modernização dos governos municipais. A iniciativa é uma parceria da RCD com a prefeitura de Foz do Iguaçu e PTI. “A tecnologia está no centro das transformações dos processos produtivos e na geração de valor em todas as regiões do planeta”, disse o prefeito Chico Brasileiro.

É neste sentido, diz Brasileiro, que o encontro é importante para Foz do Iguaçu e região Oeste. “Para termos um desenvolvimento sustentável, com geração de riquezas, preservação do meio ambiente e qualidade de vida para a população, precisamos estimular um ambiente inovador, que tenha como base a tecnologia”, disse.

A troca de experiências e conhecimento durante o fórum também servirá para estreitar as relações, alinhar as informações, e aproveitar os exemplos para desenvolver estratégias mais eficientes para o município e região como um todo. “A presença de prefeitos, gestores, servidores públicos é fundamental para fortalecermos o ecossistema de inovação na região”, destaca.

Na avaliação do prefeito, são estes os instrumentos responsáveis por estabelecer e fazer a gestão das políticas públicas. “Os gestores, de forma geral, são primordiais no estabelecimento de um ambiente favorável para a expansão do uso da tecnologia na região”, completa.

 

Momento favorável
Para o diretor da RCD, José Marinho, o momento é importante para a implantação de novas tecnologias que garantam maior eficiência da máquina pública e geração de oportunidades de crescimento social e econômico. “A pandemia acelerou a necessidade do uso de tecnologia e a transformação digital dos serviços públicos. Se antes a tecnologia era importante, agora passou a ser essencial”, observa.

 

“Será a oportunidade para a troca de conhecimentos entre os gestores públicos sobre como planejar e implantar ações, trazendo cases de sucesso nas prefeituras da região, soluções e políticas públicas disponíveis. E, claro, seguindo os protocolos sanitários vigentes para garantirmos a segurança de todos no evento”, explica Marinho.

Em função da redução de público para eventos neste período, as vagas são limitadas. A programação trará novidades com a participação de convidados especiais virtuais e a promoção de painéis tratando temas específicos que atendam a demanda regional nas prefeituras.

 

Encontros virtuais
Durante a pandemia, a Rede Cidade Digital também inovou com a realização de eventos online para as prefeituras do país. Prefeitos e gestores de mais de 1,8 mil municípios em 15 estados (PR, RS, SC, SP, MG, MS, BA, RJ, PE, ES, MT, CE, AL, RN e SE), já participaram do WebinarRCD para o compartilhamento de ações tecnológicas nas cidades.
“O meio virtual vem permitindo levarmos conhecimentos e informações a gestores públicos de norte a sul do país”, destacou José Marinho. Todas as edições do WebinarRCD podem ser conferidas na TVRCD, o canal oficial da Rede Cidade Digital no YouTube: https://youtube.com/redecidadedigital

 

Serviço:
Fórum de Cidades Digitais e Inteligentes da Região de Foz do Iguaçu
19/11, das 8h às 16h30

Parque Tecnológico Itaipu recebe iluminação especial para o Outubro Rosa e Novembro Azul    

Refletores nas cores das campanhas foram acendidos  no Globo das Bandeiras, em frente ao Edifício das Águas Fase II, dentro das dependências do Parque.   

O Parque Tecnológico Itaipu – Brasil (PTI-BR), recebeu um toque especial em alusão as Campanhas do Outubro Rosa e Novembro Azul. Refletores nas cores rosa e azul foram acendidos na noite desta quinta-feira (21) para iluminar o Globo das Bandeiras, em frente ao Edifício das Águas Fase II, com o objetivo de chamar atenção para a prevenção e os cuidados com o câncer de mama e de próstata. 

Por todo o mundo, iluminações de prédios e monumentos, palestras e ações reforçam a importância da realização do autoexame e de exames preventivos.  

De acordo o diretor superintendente, general Eduardo Garrido, o propósito de unir as campanhas é para que mulheres e homens possam participar juntos nesta causa e aprender sobre os cuidados de prevenção contra o câncer. “A iluminação vem para dar mais visibilidade para essas campanhas tão importantes. São meses especiais para refletirmos sobre a saúde da mulher e do homem, principalmente a questão da prevenção e da mobilização para a detecção precoce da doença”, afirmou. 

A iniciativa da iluminação, que também é promovida historicamente pela Itaipu Binacional em seus prédios, passa a contar agora com a adesão do Parque Tecnológico. “A iluminação especial também passará a ser adotada em outras datas importantes ao longo do ano com as cores que as simbolizam para lembrar do cuidado e do bem-estar”, destacou o diretor superintendente.  

Mais ações no PTI 

No sentido de reforçar e lembrar sobre relevância dessas campanhas, outras ações internas voltadas para os colaboradores foram desenvolvidas por intermédio da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA). Com a temática “Elo de atenção e cuidado com a vida”, uma bate-papo foi realizado na manhã desta última quinta-feira (21), em formato híbrido: online pelo Youtube e presencial no Auditório Cesar Lattes, seguindo todos os protocolos de prevenção.  

De forma inspiradora e emocionante, o colaborador do Centro de Empreendedorismo do PTI-BR, Gabriel Caus, contou a sua história de superação, desde a descoberta do câncer até a cura e a escrita de um livro. O evento contou também com a participação da enfermeira do ambulatório do PTI e Professora da Unioeste, Andrea Ferreira Ouchi França, e do enfermeiro do ambulatório do PTI e Professor da Unioeste, Helder Ferreira, que abordaram a importância de ficar atento a sinais do câncer de mama e próstata, a prevenção e a busca por ajuda médica.  

Entre as iniciativas, ocorreram ainda a entrega de laços, símbolos dos movimentos, e divulgação de informativos sobre as temáticas nas redes sociais internas. 

Troca de cartões que transformam e conectam: 1º edição do Iguassu Conecta aconteceu nesta quarta-feira, 20

Mais de 70 pessoas reuniram-se para promover conexão entre o ecossistema de inovação, por meio de meetup, discutindo temas de interesse de empreendedores e empresários.

“Aqui encontram-se pessoas que estão em constante movimento para modificar suas realidades;, aquelas pessoas que não querem permanecer em suas zonas de conforto”. Foi com este pensamento que se iniciou a noite de quarta-feira, 20 de outubro, marcada pela 1º edição do Iguassu Conecta, um projeto que nasce com o propósito de unir o ecossistema de Foz do Iguaçu para falar sobre inovação, tecnologia, empreendedorismo e negócios, em um ambiente descontraído, visando networking profissional em um processo de ganha-ganha.

O Iguassu Conecta é fruto de uma parceria entre o Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR), SRI Iguassu Valley, com patrocínio da TOTVS, a maior empresa de tecnologia do Brasil. A proposta é que o evento aconteça mensalmente e tenha participação rotativa dos empreendedores e empresários da cidade, e que busquem soluções inovadoras para transformar Foz em um polo de inovação nacional e internacional. O objetivo principal é que seja um ponto de conexão entre todo o ecossistema da cidade, unindo academia, empresas privadas, associações, fundações e órgãos públicos.

Representando o PTI Brasil, o gestor da Assessoria, Planejamento e Gestão da instituição, Johney Nazario, reforçou a fala sempre assertiva da diretoria do Parque, dizendo que “é um prazer fazer parte de iniciativas que estimulem a mudança da história de Foz, promovendo empreendedorismo, negócios e inovação”.

Explicando sobre como é possível fazer parte do condomínio empresarial do Parque Tecnológico Itaipu, o gestor de Infraestrutura, Segurança e Serviços, Rudi Eduardo Paetzold, apresentou as diversas oportunidades que a instituição oferece aos interessados em instalar-se no local. “Temos espaços de trabalho customizáveis e prontos para uso”, salientou Rudi, mencionando que a estrutura física do PTI é modular e adaptável. “O grande diferencial é que a partir do momento em que você loca nosso espaço, tudo está incluso: água, energia, comunicação, limpeza, segurança; você só precisa se preocupar com o seu negócio!”

“Esse é um dia histórico para a cidade”, comentou o coordenador da SRI Iguassu Valey, Hugo Ribeiro. A instituição é a câmara técnica do Programa Oeste em Desenvolvimento, reunindo a tríplice hélice, e mais importante, mantendo-a engajada. “Foz é a bola da vez no processo de inovação, por isso é muito importante para este desenvolvimento que as pessoas falem e vivam a inovação em seu dia a dia”.

Para o CEO e diretor de Atendimento e Relacionamento da TOTVS Cascavel, Emerson Wagner, meetups são oportunidades para impulsionamento de negócios.

Durante o Iguassu Conecta, os Núcleos Territoriais de Foz do Iguaçu foram representados por seus coordenadores que apresentaram um panorama de desafios e soluções enfrentados, trocando apoio e experiências na transformação da cidade.

Venda-se se for capaz!

Já em ambiente descontraído e animado, dez empresas apresentaram seus modelos de negócios, destacando seus diferenciais, e como estão contribuindo para a inovação e transformação de Foz do Iguaçu, em pitchs de até 2 minutos. E assim surgiu…

O match perfeito

A Iguassu Invest procura soluções para um bairro inteligente, já a IceHot oferece a essa solução. Após o pitch, empreendedores entenderam que podem ser “úteis” um para o outro, e assim trocaram cartões.