Empresa da agroindústria de silos encontra no PTI-BR solução para inovação de processos 

No mercado 40 anos, a Consilos encontrou no Parque Tecnológico Itaipu uma parceria para otimizar seus produtos e serviços com valor agregado.  

Após primeiro contato entre as instituições no Show Rural Coopavel 2022, a empresa Consilos visitou, nesta terça-feira, 15 de março, o Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR). A empresa é uma produtora de soluções em aço para o setor do agronegócio, com foco em fabricação de silos e equipamentos com tecnologia abarcada de controle de qualidade e manejo de grãos, fornecendo serviços desde instalação à manutenção.  

Durante a visita o diretor de negócios e inovação do Parque Tecnológico, Rodrigo Regis, apresentou o ecossistema da instituição e o potencial de contribuição para o desenvolvimento da agroindústria. Também conheceram projetos e soluções dos Centro de Empreendedorismo e demais centros como Inteligência e Gestão Territorial; Tecnologias Abertas e IoT; Automação e Simulação; e como o Núcleo de Inovação Tecnológica do Parque poderá conectálos a todo esse ecossistema. Atualmente, a Consilos atua internacionalmente, sendo a terceira maior do setor em faturamento no Brasil. O PTI, por sua vez, como desenvolvedor de tecnologias para o agro, oferece as mais diferentes soluções personalizadas voltadas para projetos de arquitetura e engenharia, energias, automação e modelagem 3D, conectividade, IoT e ESG (Environmental, social and corporate governance), por exemplo. 

“Mostramos à Consilos algumas das frentes que o PTI atua, com projetos que podem contribuir com os produtos da Consilos, fazendo com que a empresa possa agregar valor aos seus produtos bem como a otimização de processos”, comenta a analista de negócios do Parque Tecnológico, Loise Schwarzbach. Também foram apresentados à comitiva os Projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&D+I), e as diversas competências e multidisciplinariedade das equipes, que potencializam  o desenvolvimento desses projetos. 

Para o CEO da Consilos, Lucas Sartori, o principal objetivo ao conhecer o PTI-BR é entender como a instituição pode auxiliar na inovação de processos da agroindústria. Participaram também da comitiva, o gestor de engenharia, Claudio Barros; o gerente de tecnologia da informação, Rodrigo Lemes; e o supervisor de marketing, Eduardo Bittencourt; e o engenheiro Guilherme Sartori.