Parque Tecnológico Itaipu – Brasil participa em São Paulo do Smart City Business Brazil Congress 

Agenda do evento, que é um dos mais estratégicos sobre o setor, discute temas que ajudarão na criação e consolidação do mercado de Cidades Inteligentes no Brasil e no mundo.  

O Parque Tecnológico Itaipu – Brasil (PTI-BR), está presente no Smart City Business Brazil Congress (SCBA), em São Paulo, apresentando projetos em Cidades Inteligentes desenvolvidos e testados em Foz do Iguaçu. Com mais de 100 palestras e painéis o evento tem como tema infraestruturas digitais e gestão de cidades. 

A programação teve início nesta última terça-feira (24), com cerimônia de abertura e seguirá até quinta-feira (26), conectando líderes, gestores e agentes governamentais e iniciativa privada por meio de exposições, palestras, painéis e plenárias.  

No estande do PTI-BR estão sendo apresentados para o público do evento, que pensa, planeja e estrutura a infraestrutura digital das cidades, o hub de inovação implantado em Foz do Iguaçu.  

Além da exposição de iniciativas e expertises como a do Programa Vila A Inteligente, Laboratório de Infraestrutura de Qualidade (IQ), Índice de Sucesso do Usuário (ISU), primeiro Centro de Excelência em Smart Cities do Brasil e todos os outros projetos que formam o hub de inovação, o Parque Tecnológico também está participando dos painéis e plenárias visando prospectar e fortalecer parcerias. 

Também estão presentes com o PTI-BR no evento, a Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu, a Brasil Soberano, ABDI, INMETRO, ABNT, ABRAC e as empresas do Programa Smart Vitrine. 

Programação 

No primeiro dia de exposição e agendas, o diretor de negócios e inovação do PTI-BR, Rodrigo Regis, participou do painel com o tema “O que se deve fazer para acelerar a implantação do 5G”. O objetivo da reunião estratégica foi discutir sobre como o 5G pode trazer grandes benefícios às empresas, cidadãos e governos, com a melhoria do acesso à internet, maior disponibilidade de serviços on-line e infraestrutura necessária para a implantação das soluções em Cidades Inteligentes. 

Em seguida, o diretor superintendente do PTI-BR, general Eduardo Garrido, esteve presente no painel sobre os “Desafios para potencializar o mercado de IOT nas cidades e o que fazer para superá-los”. A agenda reuniu CEO’s de empresas de tecnologias e soluções diversas, nos mais variados mercados, para discutir questões que vão permitir que o mercado para soluções de IoT possa crescer em várias frentes dentro das cidades. 

A agenda de participação do PTI-BR no evento tem continuidade amanhã (26), às 11h, quando o diretor de negócios e inovação do PTI-BR, Rodrigo Regis, volta a participar de uma agenda estratégica sobre “Tecnologias de base para implantação das Cidades Inteligentes. Quais e como escolher”. Às 11h40, será apresentado pelo analista de negócios, Leonel Rodrigues, o Índice de Sucesso do Usuário (ISU), primeira metodologia de validação de tecnologias para Cidades Inteligentes sob a ótica do usuário no Brasil. 

Na parte da tarde, às 14h, o engenheiro José Alberto Santos, participa do painel sobre “Soluções tecnologias para a mobilidade inteligente”, apresentando a plataforma MoVE, solução desenvolvida pelo PTI-BR que possibilita o monitoramento e compartilhamento de veículos elétricos. Às 15h, o 1º Centro de Excelência em Smart Cities do Brasil ganhará destaque no evento. O analista de negócios, Rafael Campos, abordará como a iniciativa pode integrar e capacitar municípios na temática de Cidades Inteligentes. 

Qualidade de vida 

Segundo o diretor superintendente do PTI, general Eduardo Garrido, o Parque Tecnológico Itaipu atua em pesquisa, desenvolvimento e inovação buscando soluções tecnológicas e oferecendo assessoramento à implementação de projetos na temática de Cidades Inteligentes. “Durante o SCBA estamos apresentando soluções de negócios e expertises voltadas para cidades inteligentes e inovação urbana implementadas em Foz do Iguaçu. Iniciativas que podem ser replicadas em outras cidades, contribuindo com melhorias em todas as áreas, especialmente na segurança, mobilidade urbana e sustentabilidade e na qualidade de vida”, destacou. 

De acordo com o diretor de negócios e inovação do PTI-BR, Rodrigo Regis, o Parque Tecnológico tem como propósito, em sua atuação voltada para Cidades Inteligentes, promover o desenvolvimento de produtos, serviços, gerar visibilidade e atração de novos negócios com a finalidade testar e validar soluções tecnológicas que visem melhorar a qualidade de vida das pessoas. “A participação do Parque Tecnológico no evento está alinhada com a missão de oferecer bem-estar e conforto ao cidadão e com o objetivo de consolidar Foz do Iguaçu como um polo de inovação e negócios”, explicou. “É mais uma oportunidade de fomentar esse tema e promover a conexão entre vários atores com atuação no desenvolvimento de cidades mais inteligentes, sustentáveis e humanas”, afirmou. 

Conheça o SCBA 

O evento é uma promoção do Instituto Smart City Business America (SCBA), entidade que trabalha pelo desenvolvimento das Cidades Inteligentes no continente latino-americano e constituída por empresas, organizações públicas e especialistas em Smart Cities. O instituto está presente em 11 países da América Latina, além de representação nos Estados Unidos e Espanha.  

Desafios e oportunidades do Novo Marco Legal Regulatório do Saneamento Básico são temas de evento entre prefeituras da região, AMOP e PTI-BR 

Durante o workshop realizado em Cascavel, o Parque Tecnológico Itaipu apresentou suas soluções para o setor, com foco no planejamento das cidades e na melhoria dos serviços prestados à população.  

A convite do Parque Tecnológico Itaipu – Brasil (PTI-BR), representantes das 54 prefeituras que compõem a Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (AMOP), além de Mundo Novo (MS) e Altônia (no Noroeste paranaense), reuniram-se, terça-feira (24), para um Workshop de apresentação e sensibilização sobre os desafios e oportunidades do Novo Marco Legal Regulatório do Saneamento Básico.   

Realizado na sede da AMOP, em Cascavel, o encontro contou com apoio da Itaipu Binacional, do Governo do Estado do Paraná e do Instituto Água e Terra (IAT).  

Sancionado em julho de 2020, o Novo Marco Legal trouxe definições importantes sobre a gestão dos serviços de saneamento, principalmente na questão da eficiência e equilíbrio econômico-financeiro. Os municípios devem se adequar para cumprir as metas de universalização dos serviços até 2033, como determina a legislação.   

Neste contexto, o PTI-BR atua, desde 2013, no planejamento público dos sistemas de manejo de resíduos e, a partir de 2018, apoia a operacionalização da reciclagem e da disposição final de rejeitos, através de investimentos feitos pela Itaipu Binacional e prefeituras.  

Segundo a assessora da diretoria técnica do PTI-BR, Tatiani Marcanzoni, que, na ocasião, representou o diretor técnico do Parque Tecnológico, Rafael Deitos o PTI-BR, enquanto instituição de ciência e tecnologia (ICT), possui uma série de soluções e metodologias estratégicas com foco no desenvolvimento de ações e no planejamento das cidades e seus serviços, entre eles os de saneamento.  

                        A assessora Tatiani Marconzoni, que na ocasião representou o diretor técnico do PTI-BR, Rafael Deitos.

“Temos uma vasta experiência consolidada na prestação de assessoria técnica em saneamento com ênfase na gestão de resíduos sólidos que, aliada a outras competências do PTI-BR, tornam-se verdadeiros braços tecnológicos que auxiliam os gestores públicos no desenvolvimento de seus municípios”, destacou Tatiani.   

Já a engenheira sanitarista do PTI-BR, Renata Dias, apresentou a relação entre a capacidade técnica e a manutenção da infraestrutura existente nas cidades. “É preciso entender como a legislação federal aborda as questões de capacidade econômico-financeira e a viabilidade de investimentos que possibilitam a implantação de novas tecnologias de tratamento de resíduos e a melhoria dos serviços prestados aos moradores”, explicou a engenheira.  

A prestação dos serviços de saneamento, seja de forma autônoma ou via companhias públicas ou privadas, passa por diferentes desafios “especialmente nos municípios menores que não possuem tanta infraestrutura técnica para elaboração de soluções. Por isso, esse evento é tão importante para gerar conexões e aprendizados”, agradeceu Leomar Rohden, que representou o presidente da AMOP no Workshop.  

                                                                 O representante da AMOP no workshop, Leomar Rohden

Durante o evento, os prefeitos puderam, ainda, esclarecer suas dúvidas sobre o Marco Legal do Saneamento com a consultora Laura Petri Geraldino, que apresentou as atualizações da legislação e os principais indicadores do ramo, além de cases do território nacional.   

Também esteve presente no encontro, o coordenador da gerência executiva de governo da Caixa Econômica Federal, Giovani Simon Oliveira, que apresentou as linhas de crédito da instituição financeira disponíveis para o setor de saneamento. 

Além disso, uma comitiva formada por especialistas técnicos e de negócios do PTI-BR também esteve presente para fomentar parcerias e propostas em conjunto com gestores públicos municipais.   

Conheça as soluções do PTI-BR para cidades em pti.org.br/solucoes