Celtab

Centro Latino-americano de Tecnologias Abertas

Tecnologias livres são um poderoso instrumento de Pesquisa e Desenvolvimento e potencial gerador de soluções para as necessidades da Itaipu Binacional, assim como insumo para a formação de novos empreendimentos. No PTI, as pesquisas em software livre são feita no Celtab, visando a inovação. O conhecimento do Centro é difundido por meio de parcerias com instituições públicas e privadas, acadêmicas, de pesquisa, de fomento e de produção. 

 

• Drone
 

Pesquisa, desenvolvimento e implementação de soluções vinculadas ao uso de drones no PTI, Itaipu e região, visando também a capacitação de profissionais para o uso desses equipamentos. O projeto realiza estudos sobre as principais tecnologias empregadas em drones e tem como objetivos:

- Pesquisa e desenvolvimento de uma plataforma para geração de mapas cartográficos;

- Pesquisa, desenvolvimento e implementação da plataforma de captura de imagens;

- Conciliar as demandas existentes no Parque Tecnológico com atendimento das necessidades da Itaipu;

- Desenvolver e implementar modalidades para capacitar profissionais para pilotagem de drones;

- Desenvolver hardware específico para atender as demandas da Itaipu Binacional.

 

 

• LABMaker Estudo e aplicação da tecnologia de impressão 3D em contextos educacionais do PTI
 

O projeto visa estudar e aplicar a tecnologia de impressão 3D em contextos educacionais dentro do PTI. Entre os objetivos estão o desenvolvimento de modelo de impressora 3D; capacitação da equipe técnica do projeto Estação Ciências para a utilização do equipamento; criação de repositório de objetos 3D voltados a aplicações educacionais; e publicação de artigo científico.

 

 

• Plataforma de Robótica Educacional


O projeto atua com o estudo e desenvolvimento de um produto/método que auxilie no ensino de robótica em instituições educacionais de nível fundamental e médio, a fim de que essas atividades incentivem os estudantes a seguir nas áreas afins.

 

Entre os objetivos estão:

- Pesquisa e análise de benchmark de kits de robótica comerciais;

- Estudo e desenvolvimento de um kit didático personalizado para robótica do PTI;

- Estudo e desenvolvimento de um aplicativo de controle usando dispositivo móvel; 

- Estudo e desenvolvimento do kit pedagógico com as experiências.

 

• Cooperação técnica em Internet das Coisas para mobilidade


O projeto tem como objetivo principal a troca de experiência em desenvolvimento para soluções em Internet das Coisas (IoT), dividida em três pilares:

1) Estudo de tecnologias utilizadas;

2) Estudo de protocolos;

3) Estudo de arquiteturas de comunicação.

 

• Projeto Infra LoraWAN

 

Com o aumento do fluxo de dados advindo de sensores devido ao barateamaneto do custos de componentes eletrônicos é necessário se preocupar com infraestrutura de dados para aquisição de sensores com qualidade. Nessa situação as Redes Low Power, além de baixo consumo energético para transferência de dados, possui um range (distância de transmissão de dados) bem alto - de 12km área rual e 8km área urbana. A iniciativa visa obter o domínio da tecnologia LPWAN e a instalação de uma infraestrutura de rede que atenda projetos da Itaipu, cooperativas agrícolas, municípios, entre outros.

 

• Desenvolvimento SMEC2

 

Desenvolvimento de uma solução para aquisição, apresentação, análise e integração de dados de estações de monitoramento ambiental da Itaipu, com base no conceito de Internet das Coisas.

 

Entre os objetivos do projeto, os principais são:

- Desenvolvimento de um sistema de comunicação para transferência de dados de estações de monitoramento ambiental utilizando tecnologias de rádio e redes específicas para dispositivos IoT;

- Estudo e implementação de um protocolo para envio e tratamento de dados de estações de monitoramento ambiental para o servidor;

- Estudo e implementação de serviços para tratamento, condicionamento e apresentação de dados sensoriais;

- Desenvolvimento de painéis para apresentação dos dados e serviços; 

- Desenvolvimento de um sistema de análise para apresentação de dados sensoriais e levantamento de informações úteis;

- Aplicar conceitos de Bigdata e Ciência de Dados para tratamento de dados ambientais.

 

• Projeto Smart Farm

 

O projeto tem como objetivo a modernização e o aumento da produtividade da agricultura regional por meio da Internet das Coisas (IoT). A intenção é levar conectividade aos equipamentos e aperfeiçoar as técnicas da Agricultura de Precisão. Com isso, pequenos agricultores poderão coletar, monitorar e aplicar dados em uma área de cultivo específica, a fim de garantir melhores resultados. A proposta surgiu a partir de uma demanda da Itaipu Binacional de automatização do Sistema de Monitoramento de Estações Climáticas (Smec) da usina. 

 

A intenção é criar um sistema que conecte as estações das propriedades rurais da área de atuação da Itaipu, mesmo nos locais em que não há sinal de celular. Essas propriedades já fazem uso de técnicas associadas à Agricultura de Precisão, que reúne tecnologias de orientação e monitoramento da gestão da área de plantio. A aplicação é feita por meio da programação de máquinas como colheitadeiras de precisão, que se baseiam em sistemas de rastreamento e navegação (GPS), além da geração de mapas de produtividade. Pelo projeto, estão sendo desenvolvidas estações de baixo custo, baseadas na tecnologia já utilizada na Itaipu. Algumas estações já estão instaladas em Céu Azul, Toledo e no PTI. 

  • Fomentar o desenvolvimento de Software Livre no Brasil e demais países da América Latina.
  • Formar pessoas com alta qualificação técnica em Software Livre.
  • Atender demandas da Itaipu Binacional referentes a Software Livre e padrões abertos.
  • Prover atendimento especializado às demandas de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da Itaipu e da Fundação PTI.
  • Melhorar as soluções tecnológicas de Itaipu referentes a tecnologias livres.
  • Fomentar novas empresas de Tecnologia da Informação e Comunicações que futuramente poderão suprir demandas de serviços da Itaipu e da região.

 

• Linux Professional Institute (LPI )
    

O Celtab formalizou um acordo de cooperação com a Linux Professional Institute - LPI, em 2016, para o desenvolvimento de ações que fomentem a capacitação de profissionais em tecnologias open source na região. A fase inicial dessa parceria busca identificar, entre as escolas de ensino médio da região, instituições candidatas à capacitação para a certificação Linux Essentials, a primeira da carreira profissional. Todo o processo de capacitação deve estar associado a um projeto empreendedor, em que o estudante venha a conhecer um ou mais produtos em software livre que possa compor sua oferta de serviços para a região em que está inserido. Nas instituições de ensino superior, o objetivo é introduzir tópicos das Certificações LPI fomentando a participação destes alunos nas certificações oferecidas.
    

• Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD)
    

O protocolo de intenções firmado entre o PTI e o CPqD tem como objetivo promover a cooperação tecnológica nas áreas de Internet das Coisas e a Plataforma de IoT, de código aberto “dojot”, que tem como objetivo desenvolver e evoluir as capacidades e funcionalidades, mantendo como premissa a sua condição de código aberto, além do incentivo à disseminação de seu uso no ecossistema de IoT.
    
• Instituto Agronômico do Paraná (Iapar)
    

Entre os objetivos do acordo de cooperação firmado com o Iapar está o de realizar o compartilhamento de informações técnicas agronômicas, dados agrometeorológicos e tecnológicas no âmbito do Projeto "Plataforma de aquisição de dados agrometeorológicos e de monitoramento climático – SMEC2". A parceria busca o desenvolvimento de uma plataforma para integração de dados de estações agrometeorológicas da Itaipu e do Iapar com base em protocolos relacionados à Internet das Coisas, melhorando a taxa de acerto, a transmissão e a confiabilidade dos dados provenientes das instituições envolvidas.
    
O escopo do desenvolvimento da plataforma SMEC2 e a troca de experiências técnicas no tratamento de dados agrometeorológicos contempla o desenvolvimento de soluções de hardware e software para a melhoria contínua da rede de sensores agrometeorológicos baseados em requisitos técnicos e necessidades da Itaipu e do Iapar.  
   
• Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná (IFPR) - Campus Foz do Iguaçu
    

Acordo de cooperação com o apoio técnico para implantação de um curso de especialização em Internet das Coisas (IoT) no campus do IFPR de Foz do Iguaçu.