PTI vai participar de estudos sobre desafios logísticos do Paraná

PTI vai participar de estudos sobre desafios logísticos do Paraná

17/04/2019

Crédito da foto: AEN. 

 

Os desafios e soluções logísticas do Paraná foram tema de debate na primeira oficina técnica organizada pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI), Itaipu Binacional, G7 (grupo formado pelas federações representativas do setor produtivo do Estado) e Sebrae-PR, na tarde de terça-feira (16). 

 

O evento, realizado no auditório do Sistema Ocepar, em Curitiba, reuniu integrantes das instituições organizadoras, órgãos do governo estadual e empresas públicas e privadas que atuam no transporte rodoviário, ferroviário, portuário e aeroportuário paranaense. 

 

Durante a oficina, foi apresentado o plano de investimento do Estado nos quatro modais de transporte. O vice-governador do Paraná, Darci Piana, participou do encontro e informou que, nos próximos dias, será anunciado pelo governo estadual um amplo pacote de medidas na área de infraestrutura, que deve contemplar boa parte das demandas do setor produtivo. 

 

A oficina faz parte do projeto “Políticas públicas e fiscais para a melhoria do ambiente político e empresarial do Estado do Paraná”, oficializado em dezembro pelo PTI e Sebrae-PR. A iniciativa tem apoio da Itaipu, do G7 e do Governo do Estado. 

 

O gerente do projeto de Desenvolvimento Territorial Sustentável do PTI, Jonhey Nazario Lucizani, explica que, a partir das informações levantadas no evento de terça-feira, o PTI fica responsável por fazer estudos e análises técnicas de cada um dos temas discutidos. Segundo ele, essa foi a primeira das oficinas organizadas para o projeto, mas ainda terão encontros para debater as questões de energia e inovação do Paraná. 

 

Além do vice-governador, participaram da abertura da oficina o assessor especial da diretoria de Coordenação da Itaipu, coronel Jorge Ricardo Aureo Ferreira, o secretário estadual da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, o presidente da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep), Ágide Menegette, e Marcos Domakoski, presidente do Movimento Pró Paraná.