Novo programa de incubação de empresas, Hangar PTI Startups, é lançado em evento com presença de grandes nomes do empreendedorismo

Além do lançamento oficial do Hangar, a solenidade contou com uma Rodada de Conversa sobre os desafios e oportunidades do empreendedorismo, e como o ecossistema de inovação pode apoiar no processo. As inscrições para o primeiro ciclo do edital já estão abertas até o dia 31 de agosto.

 

Foi lançado hoje, 19 de agosto, o Hangar PTI Startups, que é a porta de entrada para o Programa de Incubação do Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR). O programa tem como objetivo garantir que os empreendedores estejam aptos para o ingresso nos processos de incubação do PTI e, consequentemente, aumentar a taxa de sobrevivência e performance das startups durante a incubação.

Interessados em participar da seleção neste primeiro ciclo podem inscrever-se até o dia 31 de agosto através do pti.org.br/hangar. Nesta etapa serão 30 startups que receberão acompanhamento de especialistas e seguirão no processo de maturação, para, no fim, serem escolhidas cinco finalistas que receberão aporte de R$ 30 mil, além do apoio para o processo de incubação e ida ao mercado.

Durante a cerimônia de lançamento do Hangar, o diretor superintendente do PTI-BR, general Eduardo Garrido ressaltou a importância do programa ser contínuo para que, surgindo novas ideias, os empreendedores possam submetê-las ao processo. “Essas aeronaves entrarão pequenas em nosso ecossistema, mas nosso propósito é que, em breve, sejam foguetes lançados ao espaço, grandes e imponentes”, comenta Garrido. Além de trazer para a cidade as empresas já formadas e em maturidade de mercado, o Parque atua fomentando a ideação de projetos para que venham a tornar-se startups de sucesso, e assim estimular os jovens a empreender.

Kiko Sierich/ PTI

Para decolar com o Hangar

Qualquer ideia, de qualquer segmento, está apta a inscrever-se. “O foco nesta primeira etapa é qualificar esses empreendedores, essas ideias, para que consigam validar e maturar ao longo do processo”, comenta o diretor de negócios e inovação do Parque, Rodrigo Régis. “Todo o ecossistema do PTI, com seus programas e projetos, estão à disposição de quem adentrar ao Hangar PTI Startups”, diz Regis. “Nossa função aqui é apoiar para que a sociedade seja cada vez melhor, e participar desses resultados para que eles sejam reinvestidos nesta mesma sociedade, e bem como o Hangar, ser um fluxo contínuo de geração de riqueza”.

Além do lançamento oficial do Hangar, a solenidade contou com uma Rodada de Conversa entre especialistas de renome na área do empreendedorismo, abordando sobre “Capital, Smartmoney e Appio Tecnológico: como um ambiente de inovação pode impulsionar sua startup?”. Estiveram presentes no bate-papo a gestora de turismo e inovação do Sebrae Paraná, Camila Giacomeli; o head de expansão do Exohub, Michel Costa; o coordenador do SRI Iguassu Valey, Jadson Siqueira; o diretor de ciência, tecnologia e inovação da Fundação Araucária, Luiz Spinosa; e o diretor de negócios e inovação do PTI-BR, Rodrigo Régis. Aqui você assiste como foi a conversa.

 

Kiko Sierich/ PTI

PTI por Foz e pelo Paraná

Participou também do lançamento, representando o Governo do Paraná, o superintendente de inovação do Estado, Marcelo Rangel. Para Rangel, o Hangar vem para completar o ciclo de um ecossistema. Também participou o diretor de projetos estratégicos e inovação de Foz do Iguaçu, Edinardo Aguiar, que, em nome da Prefeitura do município, agradeceu ao Parque Tecnológico por todos os projetos desenvolvidos visando o bem-estar da sociedade. “Falo em nome do prefeito municipal: o PTI é fundamental para nossa cidade”. Além destes, também participou da solenidade o gerente da regional Oeste do Sebrae Paraná, Augusto Stein, que salientou a importância de novos empreendedores no Paraná, “por isso, o Hangar vem para fomentar aquilo que mais buscamos, empreendimentos de qualidade e assertividade”.

Semana Maker PTI-BR gera integração entre os filhos de colaboradores, além de muita aprendizagem e conhecimento na área de tecnologia

De forma prática, as crianças estão tendo a oportunidade de estimular a criatividade e desenvolver habilidades relacionadas à área da tecnologia como prototipagem, edição de vídeos e programação.

Os filhos de colaboradores do Parque Tecnológico Itaipu – Brasil (PTI-BR) com idade entre 10 e 14 anos, participam entre os dias 16 a 20 de agosto, da Semana Maker PTI. Realizada por meio do Centro de Competência Ciência e Educação, de forma híbrida (online e presencial), a iniciativa tem o objetivo de que as crianças conheçam ferramentas tecnológicas e, por meio delas, desenvolvam projetos “mão na massa” de prototipagem, edição de vídeos e programação.

As atividades “Criando na CNC” e “Luz, câmera e edição!” foram realizadas presencialmente no Lab Maker Iguassu nesta última terça-feira (17). O espaço Lab Maker, localizado dentro do Parque Tecnológico, tem a proposta de ser um laboratório de ideação, prototipação e educação. Já a oficina de programação de jogos está ocorrendo de forma online nos dias 16, 18, 19 e 20 de agosto.

Segundo a gestora do Centro de Competência Ciência e Educação do PTI-BR, Andréa Pavei Schmoeller, a metodologia utilizada incentiva as crianças a colocarem a mão na massa por meio de atividades lúdicas. “Pretendemos levar essas atividades também para o público em geral, sempre pensando no desenvolvimento de cenários de aprendizagem que favoreçam o desenvolvimento de competências e despertar nos participantes o interesse pela tecnologia, inovação e criatividade”, destaca.

Oficinas

“Aprender a fazer nosso próprio brinquedo foi muito legal”, foi dessa forma que o Francisco Mateus Miskalo Ramirez, 12 anos, descreveu a oficina “Criando na CNC” (usinagem por controle numérico computadorizado). Durante as atividades, os participantes receberam uma introdução sobre a cortadora a laser, fizeram uma atividade com eixos e finalizaram com a construção do brinquedo em ferramentas virtuais com o uso da CNC em sua prototipagem.

A Julia Ritchie Ferreira, 10 anos, participou da oficina “Luz, câmera e edição!” e ficou encantada com o que pode conhecer. “Gostei muito de vir para o PTI e aprender sobre a gravação e edição de vídeos”, contou. As plataformas e aplicativos mais utilizados para postagens, criação e edição de vídeos, além de técnicas de gravação desde a pré-produção, produção e pós-produção foram algumas das tarefas trabalhadas nessa oficina.

Na oficina de programação de jogos, as crianças estão tendo a oportunidade vivenciar a construção de um jogo e descobrir como programar com a linguagem python é intuitivo e simples e que, por meio da imaginação e da criatividade, podem criar diversos programas. “Achei incrível participar das atividades. Foi uma experiência nova. O que eu mais gostei de aprender foi sobre programação e computação que são coisas que eu gosto muito”, afirmou a Ana Clara Grandi Semczuk, de 12 anos.

 

PTI-BR e I2A2 realizam programa de capacitação em inteligência artificial gratuito para estudantes e profissionais da região Oeste do Paraná

Lançamento oficial da parceria acontece nesta sexta-feira (20), a partir das 10h, com a realização de um evento online que contará com a presença de representantes de ambas as instituições.

 

O Parque Tecnológico Itaipu – Brasil (PTI-BR) e o Instituto de Inteligência Artificial Aplicada (I2A2), com sede em Toronto, no Canadá, acabam de firmar um termo de cooperação técnica, científica e cultural, que visa promover um programa de capacitação em inteligência artificial gratuito para profissionais e estudantes da região oeste do Paraná. Seu lançamento será marcado por uma live realizada na próxima sexta-feira (20), a partir das 10h00, na qual representantes de ambas as instituições, bem como empresários envolvidos na parceria, irão oficializar o início do programa.

O PTI-BR, com o apoio do T2I Group e da Data H (representante do I2A2 no Brasil), está trazendo à Foz do Iguaçu um dos mais renomados programas de capacitação em Inteligência Artificial do mundo. Com um viés social, serão disponibilizadas 100 vagas para realização do curso gratuitamente, possibilitando aos profissionais uma melhoria em seus currículos e, consequentemente, na sua empregabilidade e renda. A expectativa da parceria é estimular o desenvolvimento de novos produtos e serviços, que utilizem tecnologias de vanguarda a serem aplicadas no mercado.

Para o diretor superintendente do PTI-BR, general Eduardo Garrido, o termo de cooperação é mais uma das iniciativas do Parque Tecnológico visando o desenvolvimento da região oeste do Paraná.

“A inteligência artificial é fundamental para o desenvolvimento da Indústria 4.0, que é a maior referência hoje em eficiência, qualidade e produtividade. Por isso, essa cooperação é muito importante para qualificar a mão de obra da região e, consequentemente, para a economia da região”, disse o general Eduardo Garrido.

Já o empresário Cid Vianna, diretor de novos negócios do T2I Group e facilitador deste projeto, acredita que o Paraná possui muito potencial intelectual e de mercado ainda inexplorados e que, por meio de mobilizações como esta, o estado pode ganhar destaque nacional e internacional com projetos inovadores. “A educação é a base para a construção de profissionais que podem gerar insights e negócios inovadores para o ecossistema no qual estão inseridos. Por isso, apostamos no conhecimento para agregar mais valor aos negócios locais”, complementa.

“O I2a2 acredita na educação como forma de transformação social. Capacitar pessoas em inteligência artificial é mais do que gerar empregos ou atualizar mão de obra, trata-se de uma questão social que passa pela estratégia de qualquer país que não queira ver o futuro passar em branco”, afirma Evandro Barros, fundador do I2A2.

Como funciona o Programa

O programa é composto por seis módulos que terão a duração de seis meses cada, totalizando aproximadamente três anos de curso. Os alunos receberão semanalmente o material a ser estudado e, ao final de cada semana, serão realizados encontros entre eles e os tutores com o intuito de revisar o conteúdo proposto.

A cada três semanas será lançado um problema relacionado aos assuntos vistos até então e suas respostas devem ser entregues no encontro da quarta semana, possuindo caráter eliminatório.

Para ser aceito no Programa, o candidato deve ter conhecimentos mínimos de: Matemática (álgebra linear, álgebra vetorial e geometria analítica, análise combinatória e probabilidades), Estatística (estatística descritiva e inferencial), Programação (preferencialmente a linguagem Python).

O aluno será capacitado a compreender e encontrar soluções para problemas que envolvam: Advanced analytics em dados tabulares (módulo 1), Visão computacional (módulo 2), Processamento de linguagem natural (módulo 3), Robótica e sistemas autônomos (módulo 4).

As inscrições para o programa de treinamento terão início em setembro – quando será disponibilizado o link de acesso – e as aulas começam no final de outubro de 2021.

 

Serviço: Live de lançamento do programa de capacitação em inteligência artificial

Data: 20 de agosto

Horário: a partir das 10h00

Link para acesso: https://bit.ly/LiveInteligenciaArtificial

 

Sobre o I2A2

Fundado em 2017 para auxiliar universidades na formação de novos profissionais para o mercado de inteligência artificial, o I2A2 tem atuado em muitos países, selecionando, treinando e principalmente qualificando mão-de-obra para desenvolver novas tecnologias.

 

T2I Group

Grupo composto por quatro empresas do ramo de tecnologia, com sede em Curitiba e fundação em 1992. Fator Mob, Fator BLE, Fator Sphera e Quântika oferecem soluções dentro das áreas de transporte e mobilidade, IoT (internet das coisas), Bluetooth Low Energy, Smart Cities, aplicativos, ambientes de inovação e outras áreas que envolvam tecnologia e integração de sistemas. Dentre os produtos que se destacam no portfólio do grupo está o Neelo App, aplicativo destinado ao ramo de turismo, que permite ao visitante acessar informações complementares de um ponto turístico por meio de uma conexão Bluetooth.

 

Contatos

Imprensa I2A2 – MEF Comunica: Maria Emília Farto, (11) 99458-9197.

Fundação Parque Tecnológico Itaipu – Brasil: Comunicação Institucional, (45) 3576-7038/3576-7130.

Imprensa T2I – 203 Comunicação: Andressa Vianna e Guilherme Panucci, (41) 99653-3161, andressavianna@203comunicacao.com.br e jornalismo01@203comunicacao.com.br